Quarta, 19 de Junho de 2024
(74) 9 9910-1010
Irecê Impasse!

Exclusivo: Motoristas da Cidade Sol na região de Irecê podem parar por reajuste salarial

A categoria exige que seus salários sejam igualados aos pagos aos colegas de Feira de Santana e Salvador, argumentando disparidades significativas.

06/06/2024 14h55
Por: Pascoal Ferreira Fonte: Pascoal Ferreira | Irecê Repórter
Motoristas da Cidade Sol na região de Irecê querem equiparação de salários aos pagos em Salvador
Motoristas da Cidade Sol na região de Irecê querem equiparação de salários aos pagos em Salvador
Motoristas da empresa Viação Jequié Cidade Sol, que opera rotas em Irecê e na região da Chapada, ameaçam iniciar uma paralisação de suas atividades caso suas demandas por reajustes salariais e melhorias nas condições de trabalho não sejam atendidas. A categoria exige que seus salários sejam igualados aos pagos aos colegas de Feira de Santana e Salvador, argumentando disparidades significativas.
 
SÁLARIOS IGUAIS
A principal exigência é a equiparação salarial, com os motoristas buscando um salário-base de R$ 3.081,33, mais um incremento de 7%. Eles também reivindicam remuneração por feriados e dias de descanso. Caso haja greve, rotas importantes como Irecê a Salvador via Piritiba, Barra do Rio Grande a Salvador, e Irecê a Jacobina, entre outras, serão afetadas, causando transtornos significativos aos passageiros.
 
Os motoristas também pedem melhorias nas condições de alojamento e alimentação, especialmente durante jornadas na estrada e estadias em Salvador.
 
DIÁLOGO EM PROGRESSO
Segundo Bruno Coutinho, porta-voz dos motoristas na região, apesar de várias reuniões já realizadas, não houve avanço nas negociações. Uma nova rodada de discussões está agendada para os próximos dias, envolvendo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Cargas e Passageiros de Barreiras e Região (Sintracarpas). “Se a Cidade Sol não vier com uma proposta convivente, vamos decidir pela paralização” avisou Bruno.
 
O QUE DIZ A CIDADE SOL
O Irecê Repórter falou com o gerente operacional da empresa, Jônatas Amorim. Ele afirmou que o diálogo com o sindicato continua aberto. “A postura da empresa é de diálogo e estamos abertos para convergência de propostas e, consequentemente, para a finalização do Acordo Coletivo da Categoria”, disse Amorim.
 
???? Reprodução 
 
#irece
#irecereporter 
#cidadesol
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.