Quarta, 19 de Junho de 2024
(74) 9 9910-1010
Irecê Homenagem!

Semi Anel Viário de Irecê será batizado com nome de Maria Vaz

Inauguração acontece nesta sexta-feira (26) com a presença do governador Rui Costa

25/04/2024 11h57
Por: Pascoal Ferreira
Novo semianel viário de Irecê, que liga o entroncamento de três rodovias baianas,
Novo semianel viário de Irecê, que liga o entroncamento de três rodovias baianas,
O novo semianel viário de Irecê, que liga o entroncamento de três rodovias baianas, vai se chamar Avenida de Contorno Maria Vaz. Trata-se de uma homenagem proposta na Assembleia Legislativa pela deputada Fabíola Mansur (PSB) e que foi aprovada por unanimidade em plenário, na tarde desta quarta-feira (24). A votação ocorreu graças ao entendimento firmado entre os líderes do governo, Rosemberg Pinto (PT), e da oposição, Alan Sanches (UB).

Para facilitar a aprovação do Projeto de Lei 25.306/24, o acordo envolveu inclusive a dispensa de quase todos os tempos das representações partidárias. Apenas utilizou o expediente o deputado Dr. Diego Castro (PL), que falou por cinco minutos, no horário da bancada PL/SD. Fabíola, por sua vez, abriu o pequeno expediente para apresentar a sua iniciativa aos colegas e defender a sua aprovação. Primeiro ela descreveu a importância do semianel para o desenvolvimento da região e depois ela contou a história de Maria Vaz, mãe do prefeito de Irecê, Elmo Vaz.

SONHO

A história do semianel remonta os idos de 2016, quando o recém-eleito prefeito Elmo começou a defender o desvio para tirar o tráfego pesado proveniente das BA-052, BA-148 e BA-432 do centro de Irecê, pela Avenida Primeiro de Janeiro. As obras tocadas pelo Governo do Estado começaram em 2022. A nova estrada de sete quilômetros de extensão é “importantíssima para o desenvolvimento da região”, segundo Fabíola. Ela classificou a inciativa de visionária, ressaltando que se abre uma nova rota de escoamento da produção agrícola da região, além de interligar as cidades circunvizinhas em seu entorno.

“Por sua grande relevância, necessário se faz estabelecer uma denominação do tamanho de sua grandeza”, disse a deputada, em sua justificativa ao projeto. Ela destacou que “Maria Vaz Bastos de Matos, ou simplesmente Dona Mariazinha, sempre foi uma mulher religiosa, empreendedora e guerreira. Apesar de não ter tido oportunidade de estudar, Maria Vaz acreditava na educação como ninguém e por isso lutou incansavelmente para ver seus filhos alcançarem o nível de educação superior.

A homenageada iniciou sua carreira profissional como costureira e, mais tarde, em sociedade com seu futuro esposo Joel, foi proprietária da Loja Matos. Nascida em Gentio do Ouro, mudou-se na década de 70 para Irecê, onde viveu até seus últimos dias. Foi lá que abriu a Loja Joelma Fashion, empreendimento que pertence à família até hoje.

“Como a grande maioria das mulheres brasileiras da sua época, além de trabalhar fora de casa, dava conta dos afazeres domésticos e familiares”, lembrou Fabíola, considerando-a “uma matriarca à frente do seu tempo, seja na sua capacidade de liderar, seja na de cuidar dos seus”. Por mais de cinco décadas viajou para os principais centros de moda, em busca de novidades, onde ia fazer compras, a exemplo de São Paulo, Belo Horizonte e Fortaleza. “Outra marca registrada e forte em Mariazinha era sua determinação, liderança e persistência, características herdadas pelos seus filhos, sobretudo pelo atual prefeito de Irecê, Elmo Vaz”, elogiou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.