Municípios

Vereadores de São Gabriel suspeitam de irregularidades em obra da Câmara e pedem CPI

Vereadores suspeitam de superfaturamento e pagamento antecipado por serviços não executados
Ninho de Enock, presidente da Câmara.

Vereadores da base governista na Câmara Municipal de São Gabriel suspeitam de irregularidades em obra realizada na fachada da Câmara. Na última sexta-feira (16), o grupo protocolou um requerimento pedindo abertura de uma Comissão Especial de Inquérito para apurar as suspeitas na obra.

Os legisladores reclamam que informações referentes à obra, a exemplo do processo licitatório e empresa que executa os trabalhos, não são divulgados no Diário Oficial Eletrônico, levantando suspeitas de superfaturamento.

Segundo o vereador Antônio Carlos Vieira, popularmente conhecido por Tal, também há suspeita de pagamento antecipado por serviços não realizados. Ele cobra mais transparência do presidente da Câmara, Ninho de Enock.

“Identifiquei no portal do TCM/BA, duas notas fiscais emitidas pela empresa L.M.S Locações de Máquinas, no valor de R$ 60.000 milpara a Câmara Municipal de São Gabriel que aparentemente dizem respeito à realização dessa obra, mas, pelo que vejo lá realizado, não se gastaria nem R$ 10.000,00”, disse o vereador Tal.

Ele e mais quatro colegas da bancada também estão indignados com o presidente da Câmara. Afirmam que, diante do requerimento de CPI, o presidente da Casa deixou de realizar a sessão da última sexta-feira.

O Irecê Repórter não conseguiu contato com Ninho de Enock para comentar o assunto.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.