Irecê |

Vai ter ireceense no Congresso Nacional de Psicologia em São Paulo sim!

"Lugares de dor e existência: uma abordagem psicanalítica nas relações homoafetivas juvenis" é o tema da pesquisa que será apresentado pelo discente Sandro Gomes
Vai ter ireceense no Congresso Nacional de Psicologia em São Paulo sim!
Sandro Gomes, feliz com as conquistas ao lado de seu pai.

O discente Sandro Gomes, do curso de Psicologia da Faculdade Irecê - FAI, teve sua pesquisa, oriunda do pré-projeto de TCC, aprovada no Congresso Nacional de Psicologia Ciência e Profissão, que ocorrerá em São Paulo, de 14 a 18 de novembro deste ano. O estudante fará a apresentação na modalidade pôster e comunicação oral. Na oportunidade, socializará dados da sua pesquisa com pesquisadores das áreas afins.

"Ter meu trabalho aprovado pela comissão do evento é de suma importância, visto que, essa oportunidade possibilita um diálogo interdisciplinar dos estudos aqui realizados - na FAI Irecê - com os demais lugares do nosso país. Outro fator relevante também, é que vou representando toda uma instituição que tem oportunizado para muitos dos nossos munícipes a oportunidade de um curso de excelência sem necessariamente ter que sair da região," pontua o estudante Sandro Gomes. O trabalho tem como tema: Lugares de dor e existência: uma abordagem psicanalítica nas relações homoafetivas juvenis. 

A pesquisa aborda as crises identitárias dos adolescentes em sua afirmação social homoafetiva, além de discutir as dores da não "aceitação" social dos ambientes em que transitam. Outro ponto importante discutido é os índices de suicídio devido as práticas homofóbicas que sofrem na escola, família e sociedade. 

"É fundamental discussões dessa natureza no contexto social vigente. Estamos vivendo cada vez mais um processo de intolerância e banalização do humano que existe em cada um de nós. Para tanto, pretendo contribuir com maiores esclarecimentos acerca dessa problemática social que ainda é tabu na sociedade. Minha pesquisa não parte de nenhuma tendência unilateral, ou mesmo tem o intuito de provocar discussões maniqueístas, mas pretendo contribuir com essa demanda tão complexa e necessária que ainda brutaliza vidas e rompe relações. Por isso, desejo à luz da psicologia e dos estudos psicanalíticos percorrer os meandros da homoafetividade e suas respectivas visões que ainda ferem, exclui e mata homossexuais", afirma o autor da pesquisa Sandro Gomes.

Parabéns, Sandro! Irecê se enche de orgulho por essa conquista. Boa sorte!

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.