Política

Presidente da Câmara promete renunciar caso oposição apresente algum decreto com a palavra falência

Segundo Figueredo, o decreto em nenhum momento decreta falência do município, apenas algumas limitações de empenho e movimentação financeira

Na sessão desta quinta-feira (28), o líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Léo da Unibel, esquentou a discussão entorno do decreto 565/2017. A publicação foi divulgada no Diário Oficial dos Municípios. No documento, o prefeito estabelece limitação de empenho e movimentação financeira.

O clima caloroso começou depois que o vereador Luciano Silva, da base do governo, apresentou um pedido de providência para instalação de refletores no Estádio Joel Americano Lopes. “É mais um atestado de incompetência dessa gestão. O estádio não foi reformado e inaugurado recentemente?”, questionou Léo. Vale ressaltar que a torres dos refletores foi ao chão ainda na gestão de Zé das Virgens.

Em relação aos comentários de falência do município, o presidente da Casa, Figueredo, entrou na discussão e foi direto: “Renuncio o meu mandato se alguém me mostrar um decreto que tenha a palavra falência, eu deixou o meu mandato à disposição”, prometeu. Léo da Unibel rebateu e disse que “não adianta ficar com discursos manhosos, o município tá quebrado sim”’.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.