Irecê |

Polícia fecha casa de prostituição em Irecê e prende dono por exploração sexual

O estabelecimento vinha sendo investigado desde o ano passado
Estabelecimento tinha fachada de bar, mas, na realidade, era uma casa de prostituição

A Polícia Civil de Irecê, no norte do Estado, em um ação com a Polícia Militar (PM), fechou uma casa de prostituição nesta segunda-feira (05). Denominado de "American Bar", o imóvel era administrado por Adeilson Mariano Prado, conhecido por Paulista. Ele foi preso em flagrante, por exploração de mulheres.

De acordo com o delegado Ernandes Junior, da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia, com sede em Irecê, o estabelecimento vinha sendo investigado desde 2017. “Três mulheres que trabalhavam como garotas de programa, estiveram no Departamento Policial, narrando que eram exploradas pelo dono do estabelecimento e sofriam diversas agressões”, explicou.

Ainda segundo o delegado, no início deste ano, Paulista espalhou diversos outdoors na cidade e distribuiu panfletos promovendo o estabelecimento.  “Isso causou revolta de diversos populares, ocasionando diversas denúncias. Cabe salientar que ele também promovia sua casa de exploração sexual através do Whatsapp e do Facebook, com imagens de mulheres nuas e valores a serem cobrados”, completa o delegado.

Adeilson Mariano Prado está preso no Complexo Policial de Irecê e vai responder pelo crime de exploração sexual, de acordo com o artigo 229 do Código Penal.

Fonte: Irecê Repórter

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.