Irecê

Oposição protocola pedidos de 8 CPIs para investigar supostas irregularidades na gestão municipal de Irecê

Caso todos os pedidos sejam acatados, a administração municipal será investigada por diversas denúncias

Nesta quinta-feira (8), os vereadores da bancada de oposição em Irecê protocolaram pedido para a criação de oito Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), com o objetivo de investigar supostas irregularidades na gestão do prefeito Elmo Vaz. Os pedidos se somam a outros dois pedidos de criação de CPIs protocolados anteriormente.

Caso todos os pedidos sejam acatados, a administração municipal será investigada pelas seguintes denúncias: ônibus da educação utilizado para o TFD; contrato de consultoria jurídica de recuperação de crédito; ausência de publicidade dos contratos celebrados no São João 2017; contratação da consultoria jurídica Wagner Cunha e adv associados; obra de esgotamento sanitário no bairro Shampoo Charme; contratação de assessoria contábil (Alconta Contabilidade) sem licitação; fraude na licitação da ampliação da Escola Tenente Wilson; violação ao princípio do concurso público com a publicação de edital de credenciamento; compra de 600 mil reais em combustível sem licitação e decreto sobre gratificações de servidores. 

Os trâmites vão seguir as regras dispostas no regimento interno da Câmara Municipal. A depender dos resultados obtidos após a conclusão das investigações parlamentares, o Ministério Público Estadual poderá ser notificado para que sejam tomadas as medidas previstas na lei, caso sejam encontradas irregularidades de fato.

Com informações do Política Livre

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.