OMS recomenda corticoides para tratar pacientes graves da covid-19

OMS recomenda corticoides para tratar pacientes graves da covid-19

Pesquisadora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Janet Diaz, disse nesta quarta-feira, 2, que a agência está recomendando o grupo de corticoides para tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus com efeitos graves, informa o jornalista Jamil Chade, em sua coluna no portal UOL.

De acordo com as pesquisas realizadas até o momento, as substâncias podem diminuir o risco de morte. Entre os produtos testados estão doses reduzidas de hidrocortisona, dexametasona e metilprednisolona, que aumentam a possibilidade de sobrevivência dos pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Os testes foram realizados no Brasil, Canadá, Reino Unido, Espanha, França, China e Estados Unidos. Com isso, foi constatado que os remédios são benéficos para pacientes mais doentes, independente do sexo e da faixa etária.

Estudos evidenciam que para cada dez mil pacientes graves, 87 vidas extras eram salvas graças ao tratamento. Já para cada cem pacientes mais graves, nove vidas são salvas.

No entanto, a OMS alertou que as pesquisas indicaram também que pessoas sem sintomas graves não devem realizar uso dos medicamentos, visto que efeitos colaterais negativos possam ocorrer.

“Não é para sair comprando. A recomendação é para profissionais de saúde e autoridades”, diz a agência, alertando para que as pessoas não estoquem os medicamentos, principalmente por serem medicações baratas e com ampla disponibilidade.

“Recomendamos corticoides sistêmicos para o tratamento de pacientes com COVID-19 grave e crítico. Sugerimos não usar corticosteróides no tratamento de pacientes com COVID-19 não séria como tratamento”, disse a OMS, em comunicado.

“Os corticosteróides sistêmicos podem aumentar o risco de morte quando administrados a pacientes com COVID-19 não séria”, alertou.

A OMS se adiantou temendo uma possível falta do remédio no mercado diante do anúncio e realizou uma ampla compra de remédios para criar um estoque e distribuir para países, caso seja necessário.

Fonte: A TARDE

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.