OAB-BA repudia agressão contra advogada que tentava acordo trabalhista com cliente na Amávia Cosméticos

OAB-BA repudia agressão contra advogada que tentava acordo trabalhista com cliente na Amávia Cosméticos
Foto/Reprodução/Instagram/Anapatriciadantasleao

A Ordem dos Advogados do Brasil Seção Bahia (OAB-BA) repudiou a agressão sofrida pela advogada  Yasmin Maria Silva Oliveira, ocorrida na última quinta-feira (10), em pleno exercício de sua atuação profissional.

A advogada relata que, ao chegar com seu cliente na empresa Amávia Cosméticos, localizada em Portão, Lauro de Freitas, para homologação de acordo trabalhista, ambos foram fisicamente agredidos pelo CEO da empresa, Carlos Nunes.

Em nota, a OAB-BA, afirma que sua Procuradoria Jurídica trabalha na adoção de todas as providências para a apuração e penalização dos responsáveis, iniciando pela intervenção na fase de inquérito, na condição de assistente.

“A estrutura da Procuradoria de Prerrogativas da OAB-BA, bem como das comissões de Defesa da Mulher e da Mulher Advogada, com o apoio do Conselho Consultivo da Jovem Advocacia, estão trabalhando de forma conjunta, para que as sanções cabíveis sejam aplicadas aos agressores”, diz um trecho da publicação.

“A OAB da Bahia repudia a covarde agressão à advogada Yasmin Oliveira e presta sua irrestrita solidariedade à profissional e à mulher. O Sistema de Defesa de Prerrogativas da OAB-BA segue empenhado na defesa da colega Yasmin Oliveira e de toda a advocacia baiana”, finaliza a Nota de Repúdio.

Até o momento desta publicação, nem a empresa citada nem o CEO Carlos Nunes haviam se manifestados oficialmente sobre o assunto.

Mais sobre o assunto:

Advogada e cliente acusam diretor da Amávia Cosméticos de agressão durante acordo trabalhista

 

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.