Irecê: Polícia faz reconstituição de perseguição que terminou com morte de dançarina e sanfoneiro baleado em 2019

Irecê: Polícia faz reconstituição de perseguição que terminou com morte de dançarina e sanfoneiro baleado em 2019

O Departamento da Polícia Técnica de Irecê realizou a reconstituição da perseguição policial que culminou na morte da dançarina Gabriela Amorim, 25 anos, e na lesão corporal do sanfoneiro Eliedelson Porcidônio componentes. Ambos eram integrantes da banda de forró "Sala de Reboco" do Ceará. O fato ocorreu em 05 de julho de 2019.

A reprodução simulada foi realizada das 20:00hs do dia 1° de junho às  06:00hs do dia 02 de junho e foi conduzida pelo perito criminal Érico Maurício, com participação e apoio do coordenador Walter e do coordenador macro regional Rogério, dos criminais Juan e Pedro e dos peritos técnicos Marcel e Wenniton.

Foram 10 horas de trabalhos dos profissionais de polícia técnica que resultarão na elaboração de um laudo pericial.

A reconstituição seria no mês de março, mas por causa da Pandemia do novo coronavírus foi alterada.

Fonte: Xiquesampa.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.