Municípios

Hacker de Ibititá é destaque na Campus Party Bahia

Moradora da Casa de Estudantes em Salvador, Janine Lima é orgulho para a cidade e exemplo para outros jovens!

A analista de sistemas Janine Lima, 22 anos, foi destaque na segunda edição Campus Party Bahia, em Salvador. Ocorrido em maio, o evento foi uma oportunidade para os hackers desenvolverem desafios tecnológicos relacionados à sustentabilidade e quebrarem o estigma de que roubam e expõem dados.

Natural de Ibititá, na região de Irecê, Janine Lima,  é uma das "campuseiras" que se incomodam com a visão negativa que as pessoas têm dos hackers.


"Nós [hackers] analisamos a segurança. Entramos nos sistemas para procurar vulnerabilidades e fechar todas as portas de entrada, para que invasores não entrem e causem danos a esses sistemas", explica Janine.

Segundo ela, o conhecimento popular costuma atribuir aos hackers os feitos dos "crackers", como roubo de dados e exposição de documentos. "O cracker é quem faz o mal à segurança dos usuários, é quem invade o sistema e pega todos os dados, como fotos íntimas, e distribui", disse Janine.

Janine foi destaque na hackathon – maratona hacker que reúne programadores, designers, profissionais da comunicação e de desenvolvimento de software, que promove desafios aos hackers.


"Na hackathon tem vários desafios. É lançada uma melhoria sustentável para algo, e a gente vai discutindo. As melhores ideias são implantadas para chegar no topo dos desafios. Aí a gente passa as informações para outras pessoas poderem desenvolver um software, e botar no mercado para vender. A competição é uma brincadeira entre programadores, estudantes e professores", conta Janine.

 

 

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.