Irecê

Falta de manutenção e reagentes vencidos emperram exames no laboratório municipal

Coordenador diz que situação precária foi deixada pela gestão anterior
Paulo Sérgio Ribeiro

O laboratório municipal de análises clínicas de Irecê, que funciona anexo ao Hospital Municipal, enfrenta sérias dificuldades que emperram a marcação de exames, prejudicando, sobretudo, a população que precisa do serviço público de saúde.

 

 

Em coletiva com a empresa, o novo coordenador da unidade, o bioquímico Paulo Sérgio Ribeiro, listou como principais problemas enfrentados os equipamentos encontrados em estado de abandono, baixo estoque de reagentes e grande quantidade de reagentes vencidos.

 

Segundo o responsável pelo laboratório, a gestão anterior deixou equipamentos laboratoriais no chão, com aspectos de que estavam há três ou quatro anos sem uso.  “Tínhamos falta até de água destilada para uso nas máquinas do laboratório”.

 

 

Ainda de acordo com Paulo, o laboratório atua hoje com apenas 5% de sua capacidade. “Já solicitamos, através de ofício, um técnico para avaliar as condições dos equipamentos para devolvê-los em perfeito estado para a população”. Sobre os reagentes, ele explica que “o município possui, atualmente, uma licitação para a compra de reagentes químicos, no entanto, o prazo para a chegada é de até 15 dias”.

 

O Irecê Repórter não conseguiu contato com o ex-coordenador do laboratório para falar sobre o assunto. 

 

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.