Saúde

Estudo aponta que estresse vivido durante a infância acelera envelhecimento na fase adulta

A equipe observou um aumento de 11% na redução dos telômeros, depois dos 50 anos, por cada experiência traumática da infância.

Situações que provocam estresse em crianças podem acelerar o envelhecimento na fase adulta, sugeriu um estudo liderado por Eli Puterman, da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá.

 

Os pesquisadores mediram o comprimento dos telômeros, estruturas que protegem os cromossomos no DNA, cujo encurtamento está relacionado à maturidade celular. Foram avaliados, segundo o G1, 4.598 homens e mulheres de mais de 50 anos nos Estados Unidos, entre 1992 e 2008.

 

Os voluntários responderam a perguntas sobre experiências traumáticas vividas ao longo de suas vidas, a exemplo de perda de emprego dos pais, alcoolismo, agressões e problemas com a polícia. A equipe observou um aumento de 11% na redução dos telômeros, depois dos 50 anos, por cada experiência traumática da infância.

 

Os pesquisadores acreditam que situações estressantes na infância têm maiores efeitos negativos do que aquelas vividas na fase adulta.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.