Brasil e Mundo

Enem 2019: Saiba os passos para uma redação nota mil

Enem 2019: Saiba os passos para uma redação nota mil

Sob o posto de principal fator de elevação ou queda na nota final e também de prova que mais demanda tempo dos participantes, a redação assume cada vez mais o protagonismo na preparação de milhares de estudantes do Brasil que farão o Enem em 2019 – só a título de comparação, no ano passado, mais de 5,5 milhões de jovens e adolescentes se inscreveram para o Exame. Além da técnica e do conteúdo para o desenvolvimento de um texto nota 1000, o lado emocional também precisa ser muito trabalhado, por isso escolas e até psicólogos estão mobilizados desde já no treinamento dos alunos para esta parte da prova.

***

A prova de redação do Enem é estruturada com textos motivadores para apresentar o tema e o texto deve ser escrito no formato de dissertação argumentativa em até 30 linhas. Para que os jovens obtenham o máximo de êxito, muitas instituições de ensino formaram grupos e oficinas para os alunos evoluírem juntos com o auxílio dos professores, como no Colégio IBPI, que formou o “Clube de Redação”, que parte do pressuposto de reunir estudantes que desejam melhorar a escrita, inclusive para além do Enem, e é formado por aulas semanais totalmente focadas em redação por meio do trabalho em projetos e com base nas necessidades individuais de cada aluno – cada aula tem um tema em que as redações devem focar e alunos de diferentes compreensões se ajudam mutuamente.

***

* - Aqui no IBPI temos dois tipos de simulados que os alunos realizam todo bimestre com foco no Enem. O presencial, com hora marcada, cartão-resposta e redação, envolve dois dias de provas, com a mesma divisão do Enem, as questões possuem o formato do exame e o cartão-resposta tem o mesmo padrão do cartão oficial. Assim o aluno já sabe o que esperar no grande dia. No simulado online, os alunos contam com um período de 15 dias para fazer as questões pela internet. A ideia é estimular a pesquisa e o estudo em grupos. Desde quando começamos a trabalhar com os simulados notamos um aumento enorme na confiança dos alunos em relação ao ENEM, resultando em uma melhora crescente do desempenho nas provas – afirma a professora Lúcia Dieguez, diretora pedagógica do Colégio IBPI.

***

Além do estudo, há outros fatores que influenciam na preparação e até na nota final da redação. Um deles é o lado emocional e psicológico, que acaba se tornando um norte de como será feita a redação e até o exame propriamente. Por esta razão, profissionais da psicologia são cada vez mais procurados para darem suporte nessa maratona, como é o caso do Dr. Fernando Elias José, que há mais de 20 anos trabalha no acompanhamento de candidatos que se preparam para concursos e exames, como o Enem. Ele acaba de lançar o livro “Concursos: faça sem medo” e o “Planner do Estudante”, pela Sinopsys Editora, onde aborda esse e outros temas à luz da psicologia e da terapia cognitivo-comportamental.

***

- A redação é motivo de preocupação para muitos estudantes em função de ser o momento em que eles mais são testados. Ou seja, não há possibilidade de chute e qualquer descuido pode causar até mesmo a eliminação. Ao longo da preparação, o segredo é o treino. Não adianta pensar que basta chegar no dia da prova e escrever bem, sobretudo porque há regras que precisam ser cumpridas. Quanto mais o estudante exercitar, mais à vontade ele se sentirá com as propostas – afirma o psicólogo.

***

Fernando ainda explica que, além de treinar, é necessário se preparar emocionalmente para situações inusitadas, porém possíveis, na hora da redação, como no caso de dar um “branco” e precisar retomar a concentração e se lembrar de tudo o que estudou. Caso a pessoa já passe por problemas assim frequentemente, a necessidade de treinamento é ainda maior.

***

- Com relação ao dia da prova, o medo de travar é o que mais preocupa a maioria. A folha em branco, por si só, já assusta. O estudante fica diante daquelas dezenas de linhas a serem preenchidas contra o tempo e, muitas vezes, existem questões de outras disciplinas para responder. Em caso de ocorrer essa “travada”, o melhor a fazer é respirar, desviar um pouco os pensamentos, relaxar e, aos poucos, começar a distribuir as ideias no rascunho – orienta o especialista.

 

Dicas para a redação

 

*   A professora Luciana de Melo, que coordena o Clube de Redação do IBPI, preparou quatro dicas para os estudantes já começarem a se preparar para a redação do Enem. Confira:

 

-Estruture seu texto adequadamente: como fazer uma redação boa? Não é difícil. Basicamente, para fazer sua primeira redação, você vai começar colocando no papel algumas ideias simples que teve para escrever seu primeiro texto. Depois de escrever as primeiras ideias, estruture essas frases no formato certo. Essa estrutura é a organização do que vamos escrever. Uma boa redação é dividida em introdução, desenvolvimento e conclusão.

-Faça as seguintes perguntas para criar a introdução, o desenvolvimento e a conclusão: A introdução pode ser feita a partir do questionamento em relação ao tema: “o que eu penso sobre isso? ”. O desenvolvimento pode ser obtido a partir de indagações: “como posso provar isso?”, “quais as causas disso?”, “quais as consequências disso?”, “como isso acontece?”, “de que forma posso realizar isso?”.

-Anote as ideias principais que servirão como argumentos: Antes de começar um texto, é muito útil escrever em uma folha algumas informações sobre o tema proposto. Por exemplo: digamos que o tema da redação seja “O chocolate no mundo moderno”. A primeira coisa que você deve fazer é anotar alguns fatos e argumentos do seu conhecimento sobre chocolate.

-Organize cada parágrafo do texto: Agora sim estamos preocupados com o texto da redação, pois antes estávamos apenas preocupados em como construir argumentos para o tema. Fazer a redação é o segundo passo; primeiro você precisa colocar os argumentos no papel. Esse detalhe acaba pegando muitos alunos no contrapé, pois tentar fazer uma redação do início ao fim diretamente é muito mais difícil e arriscado. Você fica sujeito a cometer muitos erros como fuga do tema, falta de coerência e conexão.

 

 

------

Saiba mais:

Colégio IBPI - www.colegioibpi.com.br

Doutor Fernando Elias José - www.fernandoeliasjose.com.br 

 

Crédito Fotográfico: Divulgação

Atenciosamente,

Daniel Romão

Assessor de imprensa

daniel@mercadocom.com.br

(21) 2284-4949 / (21) 97903-6309

www.mercadocom.com.br 

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.