Irecê

Em audiência, assistentes sociais e psicólogos cobram valorização salarial

Categorias cobram reajuste salarial que não acontece há quase uma década
Foto: Irecê Repórter

Assistentes sociais e psicólogos da rede pública de Irecê se reuniram na noite desta sexta-feira (11), em uma audiência pública na Câmara de Vereadores para cobrar valorização salarial. Atualmente o salário base das duas classes é de pouco mais de R$ 1.500,00. O evento contou com a participação de vereadores da oposição e situação e do secretário municipal de Governo, João Gonçalves.

Segundo a assistente social Adriana Dourado, o salário não é reajustado há quase uma década. “São dez anos sem qualquer reajuste. Todos nós sabemos temos a consciência de onde vem nossos salários e que pode sim haver aumento. Além disso, não temos um assistente social efetivo e só dois psicólogos são efetivados”, relatou.

Após ouvir diversas reivindicações e desabafos da platéia, o secretário João Gonçalves propôs um pacto com todos os vereadores presentes: “Proponho a criação de uma comissão de estudo de caso para avaliar e apontar as possibilidades reais que o governo tem para resolver esse problema. O gabinete de governo está aberto para todos”, finalizou.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.