Irecê |

Elmo Vaz rebate provocação da oposição: Moro em Irecê, diferente de um ex-gestor que vinha duas vezes por mês”

O prefeito
Elmo Vaz rebate provocação da oposição: Moro em Irecê, diferente de um ex-gestor que vinha duas vezes por mês”

O prefeito de Irecê, Elmo Vaz (PSB), alvo de uma polêmica capitaneada pelo grupo de oposição na cidade nos últimos dias, respondeu a insinuação de que teria se ausentado e abandonado a cidade por 20 dias, sem transferir o comando ao vice-prefeito.

Confira a nota:

O prefeito de Irecê, Elmo Vaz, informa que as acusações são inverídicas: a Prefeitura de Irecê, como a maioria absoluta dos municípios baianos, teve um período de recesso, retomando suas atividades no dia 11/01. Durante esse período a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Centro de Parto Normal funcionaram 24h normalmente. Nos PSFs, os curativos, vacinas e entrega de medicamento da Farmácia Básica e Controlados foram feitos no PSF Ênio Rosendo Pinto (Rua Claudio Ferreira Dourado, atrás do Hospital Regional de Irecê).

O prefeito aproveita para informar que mora em Irecê e vive a rotina diária da cidade. “Minha esposa trabalha em Irecê, e a minha filha estuda na cidade, diferente de um ex-prefeito, que notoriamente morava em Salvador e comparecia no município duas vezes por mês, nos dias em que entrava dinheiro na Prefeitura”, afirma, destacando que nenhuma das polêmicas criadas pela oposição de Irecê resiste ao trabalho. “Assim como eu, muita gente acredita que eleição não é BaxVI. A escolha de propostas melhora efetivamente a vida das pessoas, e, graças a Deus, trabalho, e principalmente resultados, não faltam no nosso governo”.

 

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.