Política

Coronel defende formar jovens na política para resgatar a classe e mudar o Brasil

Ao lançar o Programa Gestores do Futuro, do PSD, presidente da Alba propôs construir talentos agora para a boa política de amanhã.

O resgate da credibilidade da classe política que vai mudar o Brasil amanhã, somente será possível se oferecermos formação política aos jovens agora. Esta foi a tônica do discurso do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Angelo Coronel (PSD), na manhã desta sexta-feira (18), na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo.

Chefe do Legislativo estadual defendeu capacitar politicamente a juventude durante o lançamento do “Programa Gestores do Futuro – Uma nova política se faz com novas ideias”, iniciativa do Partido Social Democrático, presidido no Estado pelo senador Otto Alencar.

“Fico feliz em ver esta juventude com vontade de ingressar na política. O PSD sai na frente na formação de talentos, dando ao jovem conhecimento técnico e ético para o amanhã. Vocês que resgatarão a imagem dos políticos e poderão fazer muito pelo povo brasileiro. Mas para isso devem se preparar agora. É o que o PSD busca com este projeto pioneiro e corajoso. Haverá sempre lugar para a competência”, disse, Coronel, para mais de 500 militantes jovens, além de prefeitos, vereadores e lideranças de diversas cidades.

Angelo Coronel observou que o país precisa de estabilidade econômica, social, política, fiscal. “O Brasil não pode virar esse manicômio que está”, criticou, pontuando propostas e projetos como intervenção militar, congelamento dos investimentos por 20 anos (PEC do Teto dos Gastos), ataques à Constituição Federal, sucateamento do SUS (Sistema Único de Saúde), juros estratosféricos etc.

Presidente da Alba bateu no retrocesso que o país mergulhou nos últimos dois anos e enalteceu os governos do presidente petista. “Lula deixou um legado muito grande. Por isso o país pede a sua soltura e a candidatura a presidente, uma vez que não se comprovou qualquer crime e ele goza inteiramente de seus direitos políticos”.

Coronel falou do momento que vive o Legislativo baiano, do trabalho de humanização do Instituto Assembleia de Carinho, coordenado por Eleusa Coronel, que vem mitigando o sofrimento de pessoas carentes no Estado, através de convênios firmados com hospitais e instituições de caridade e filantrópicas.

MORADIA

Ele voltou condenar o corte de recursos pelo governo Temer do Programa Minha Casa, Minha Vida, chamando de imoral o fato de o Brasil ter mais de 7 milhões de imóveis ociosos, enquanto 6 milhões de famílias não têm moradia, que viola o princípio da função social da propriedade, garantido no art. 5º, inciso XXIII da Constituição Federal.

Pré-candidato a uma cadeira na Câmara Federal, Otto Alencar Filho, um dos idealizadores do Gestores do Futuro, observou que a proposta é transferir conhecimentos dos quadros mais experientes da legenda sobre gestão pública e política em geral nos poderes Executivo e Legislativo para os membros do PSD Jovem.

Otto Filho citou ações de sua gestão à frente da Desenbahia – Agência de Fomento do Estado -, que buscaram levar qualidade de vida ao povo do interior. “Política é deixar interesses pessoais de lado e ajudar a quem precisa. “Saímos, em três anos na Desenbahia, de 60 milhões de reais em contratos com prefeituras para 300 milhões de reais, assegurando obras de pavimentação, drenagem e outros serviços para melhorar a vida de pessoas. Só assim mudaremos o Brasil”, explicou, Otto Filho.

Coordenador do PSD Jovem, Rogério Andrade Filho, pré-candidato a deputado estadual, leu o poema O Analfabeto Político, de Bertolt Brecht, numa espécie de conclamação à juventude para se envolver em política como ferramenta de transformação social. “É necessário não apenas se indignar, mas também atuar na política, inovar, humanizar, pensar em gente”, receitou o jovem coordenador, que pediu novo Pacto Federativo como forma de atenuar as dificuldades na gestão dos municípios.

Liderança estadual do partido, Lurian Carneiro explicou que o curso é dividido em três módulos, com conhecimentos entre acerca de estrutura partidária, filiações, as bandeiras da legenda, além de leis, projetos e temas diversos de interesse do país, como segurança hídrica, meio ambiente etc. “É preciso formar hoje quem vai fazer a política do amanhã”, entende, ressaltando que o PSD é o partido com maior representação feminina na Bahia.

Coordenadora do PSD Mulher de Salvador, Débora Santana sublinhou a importância de se resgatar a essência de lutar por ideais, como veículo de transformação da vida de pessoas. Profissional da área da saúde, ela pontuou que “política é muito o social, faz-se em casa, no bairro, na escola, nas ruas. Procuro levar conforto às pessoas”, confessou, Débora.

O PSD, partido da base de apoio do governo Rui Costa, contabiliza hoje em suas fileiras: 87 prefeitos no Estado, nove (9) deputados estaduais, cinco (5) deputados federais, 592 vereadores e uma cadeira no Senado Federal, do presidente estadual da legenda, senador Otto Alencar.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.