Política

Cerca de 500 pessoas prestigiam posse do deputado Jacó na Assembleia Legislativa da Bahia

O sentimento era de comemoração, de exaltação à liberdade e defesa das minorias
Cerca de 500 pessoas prestigiam posse do deputado Jacó na Assembleia Legislativa da Bahia

Eleito com 49.749 votos, o deputado estadual Jacó (PT-BA) tomou posse na Assembleia Legislativa da Bahia em cerimônia ocorrida na sexta-feira (1º).

O parlamentar foi cumprimentado e abraçado por cerca de 500 pessoas que acreditaram no seu projeto durante a campanha eleitoral.

Na Alba, o novo parlamentar adotou como nome Jacó Lula da Silva, e vai despachar no gabinete nº 106, no primeiro andar do Anexo Wilson Lins.

Agricultores, jovens, idosos lideranças sociais, indígenas, representantes de movimentos de mulheres, povos tradicionais, idosos, sem teto e sem terra, LGBT, vereadores, prefeitos e deputados foi intenso durante toda a sexta-feira.

Dona Deusete Bahia, 97 anos, foi uma das centenas de pessoas que fizeram questão de estar presente. Dona Carminha, que saiu deLajedinho, a 370 km de Salvador, recordou a campanha histórica de Jacó por acesso à água. 

"A vinda de Jacó para a Alba legitima a luta do sertão. Mas hoje também é a festa da democracia", disse o ex-deputado Yulo Oiticica (PT). 

Do extremo sul da Bahia, vieram representantes do povo pataxó. "O pataxó existe até hoje porque tem estratégia de sobrevivência", disse a índia Kelly. Para o cacique Fred, Jacó foi um político diferente dos outros, pois chegou sem fórmulas prontas e se dispôs a ouvir as demandas da comunidade.

Passaram pelo gabinete de Jacó, entre outros: prefeitos Ricardo Rodrigues (Lapão), Valdes (itaetê) e Elmo Vaz (Irecê); Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial; Tassio Brito, chefe de gabinete do deputado federal Valmir Assunção; diversos vereadores; Valci Santana, presidente do Sindicato dos Portuários de Candeias; Magno Lavigne, presidente da UGT/BA; Edson Fiuza, presidente do Sintral; Preto, presidente do PT de Porto Seguro; Brena Pinto, secretária estadual de mulheres do PT/BA; Liu Durans e Evanildo, dirigentes nacionais do MST; Jailson Alves, coordenador do SETAF no território de Irecê; Vinicius Alves (Associação Brasileiras de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais); Julia Ikeda (UEB); Sandro Oliveira (Fundo de Pasto); José Neto (DCE-Ufba) e Jhones Bastos (Movimento dos Sem-Teto).  

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.