Canarana: Mortes constantes de animais por envenenamento revolta população, que pede justiça!

No caso mais recente, onze animais, entre gatos e cachorros, foram mortos com sinais claros de envenamento.
Canarana: Mortes constantes de animais por envenenamento revolta população, que pede justiça!

As constantes mortes de cachorros e gatos com sinais de envenenamento no município de Canarana, a 45km de Irecê, têm revoltado os moradores, que clamam por justiça e apoio do poder público.

Segundo a Associação Protetora dos Animais (APAC), o caso mais recente deixou todos revoltados e chocados: 11 animais foram envenenados e morreram, entre gatos e cachorros.

A APAC postou o caso em seu perfil numa rede social. “Segundo informações, dois homens passaram jogando calabresa com veneno e os animais morriam imediatamente após ingerir o alimento. Moradores colocaram fogo nos corpos, o que dificultou a identificação”, diz um trecho da postagem,

“Veterinários que foram ao local tentar salvar os animais, voltaram em estado de choque com tamanha crueldade que presenciaram. Peço às autoridades que investiguem esse crime, isso não pode ficar assim”, diz outro trecho do post.

O que diz a lei

O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998) considera crime “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Houve alteração recente na Lei 9.605/1998, entrando em vigor, a partir de setembro de 2020, o aumento na punição para quem maltrata cães e gatos. A pena para quem for condenado será de reclusão de dois a cinco anos, além de pagamento de multa e proibição da guarda.

Fonte: IRECÊ REPÓRTER

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.