Região |

Amora da Chapara Diamantina é destaque no Bahia Rural deste domingo (16)

A primeira safra de amora do Estado deve fazer com o que as frutas vermelhas ganhem espaço na agricultura baiana
Amora da Chapara Diamantina é destaque no Bahia Rural deste domingo (16)

 A primeira safra de amoras pretas da Bahia será tema de matéria exclusiva do programa Bahia Rural, da Rede Bahia, afiliada da Globo, que será exibido neste domingo, dia 16, a partir das 6h. Essa safra é de um cultivo ainda experimental que o Sebrae encabeçou com estudo de viabilidade, dando o suporte inicial de planejamento e implantação do cultivo de Amora Preta na região, a conhecida, Black Bary. 

Na chamada do vídeo para a matéria de domingo, que está sendo veiculada na tv, a repórter Georgina Maynart, ressalta que a primeira safra de amora do Estado deve fazer com o que as frutas vermelhas ganhem espaço na agricultura baiana. 

Fruta bem avaliada no Mercado, a amora está sendo consumida pelo alto teor de oxidantes e compostos naturais que são beneficos á saúde. A princípio, o Sebrae realizou palestras de mobilização com produtores de morango, em parceria com a empresas do segmento, e após a adesão, implantou o projeto piloto com um grupo experimental de 18 agricultores de Barra da Estiva e 1 agricultor de Mucugê

Para o técnico do Sebrae em Seabra Heitor Ferrari, a introdução de tecnologia aliada ao manejo orientado é responsável pela produção acima da media, nessa primeira colheita “Já conseguimos produzir mais do em cidades com clima frio, e que tem tradição na colheita de amora. Com a parceria da Holantec, inserimos tecnologia, e as plantas produzem como se estivessem submetidas a baixas  temperaturas. Sem tecnologia provavelmente teríamos uma produção muito pequena, mas com a Indução da flores, e a polinização da abelha, estamos produzindo acima da media”, explica.

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.